Uma ode ao tempo!
Fabiane Pereira

12.08.2015

Eu passei 24 anos no mesmo mundo que meu pai;
Conheci a irmandade plena e absoluta aos 2;
Levei 13 para me apaixonar pela primeira vez;
10 pra esquecer o primeiro amor;
17 para sair de casa;
22 para perder a virgindade;
27 para gozar como se não houvesse amanhã;
30 para entender que minha intuição berrava e eu precisava segui-la;
33 para lançar meu primeiro livro;
28 para comprar meu primeiro apartamento;
5 para terminar de pagá-lo;
365 dias para finalizar um ciclo;
8 horas e 5 garrafas de vinho tinto para comemorar o início de outro;
48 horas para me curar da ressaca;
Todos os MUITOS anos que me restam sendo feliz, diariamente!

 

*Este post é, clara e completamente, inspirado no ótimo texto da escritora Paula Gicovate, "Estudo sobre o tempo".

Tudo a ver com

CoolStuff no Submarino