Bienal do Livro Rio – PopStar Literário
Fabiane Pereira

08.09.2015

Draccon, Fabi e Carol.

Se você, assim como eu, sempre associou a palavra popstar somente aos grandes astros da música, você está super out do novo mercado editorial brasileiro. Há vários escritores com este título, e chamá-los assim não é nenhum exagero. Fãs chorando, gritos desesperados, ansiedade causada pela espera do novo lançamento e lotação esgotada em todos os lugares por onde eles passam já faz parte da rotina de alguns autores nacionais, como a Carolina Munhóz e o Raphael Draccon. A dupla – eles são casados – é seguida nas redes sociais por milhares de fãs, que além de presenteá-los diariamente e esgotarem seus livros nas prateleiras das livrarias físicas e digitais, ainda acompanham o casal como se eles fossem verdadeiros rockstars.

 

Nesta segunda, eles foram meus convidados no estande do Submarino, localizado no Pavilhão Azul da XVII Bienal do Livro. Primeiro conversei com a Carol, que é uma escritora premiadíssima e muito determinada. Eleita melhor autora pelo Prêmio Jovem Brasileiro em 2011 e ganhadora do Vox Populi do prêmio norte-americado Shorty Awards este ano, Carol é uma das mais populares escritoras do gênero fantasia no Brasil.

 

Recentemente, ela e a atriz Sophia Abrahão se juntaram e lançaram dois livros: "O reino das vozes que não se calam" e "O mundo das vozes silenciadas". Preciso dizer que ambos são sucessos absolutos de vendas?

 

Já Raphael Draccon, autor de "Dragões de Éter" e "Cemitérios de Dragões", tem uma história de vida sensacional e bastante motivadora. Vindo de uma classe social menos favorecida, Raphael sempre acreditou em seu potencial e, muito incentivado por sua mãe, foi abrindo seus próprios caminhos através do seu talento. Formado em Cinema, o escritor falou sobre sua rotina, seu processo criativo e como desenvolve seus personagens. Casado com a Carol, Rapha (olha a intimidade!!) nos contou que é um grande admirador da obra de Jorge Amado. É ou não é o casal mais fofo e interessante da literatura fantástica nacional??

 

Além deles, bati um papo superinteressante com três booktubers: Jackson Jaques, do Connect Qu4tro; Victor Almeida, do Geek Freak; e Rafael Ribeiro, do Bigode Literário. Representantes da Geração Y, o trio explicou que o principal papel de um booktuber é criar canais no youtube e compartilhar suas opiniões, queixas e críticas sobre as obras literárias de todos os gêneros. Nossa charmosa arquibancada ficou lotada de jovens com celulares na mão filmando t-u-d-o!! Importante ressaltar que esta turma de 20 e poucos anos já é o principal segmento consumidor de livros no país.

 

E para finalizar, conversei com o editor da Bookstart, Bruno Castro, sobre os critérios usados pela plataforma na aprovação dos crowdfunding literários, uma alternativa muito bem-sucedida ao tradicional mercado editorial.

 

Nesta terça, vou bater um papo com a jovem e talentosa autora Luiza Trigo e com o escritor Carlos Alvim no estande do Submarino, que durante toda a Bienal está vendendo, através de um hotsite especial e do app, centenas de títulos com descontos exclusivos.

 

Estarei esperando sua visita! ;-)

Tudo a ver com

Submarino na Bienal do Livro Rio