Bienal do Livro Rio – Literatura promovendo o BEM
por Fabiane Pereira

09.09.2015

Carlos Alvim e seu cão guia Brida

Bate-papo no estande do Submarino com Carlos Alvim e seu cão guia.

Estamos na metade da maratona literária e muitos escritores e personalidades do mercado editorial já passaram pelo estande do Submarino localizado no Pavilhão Azul da XVII Bienal do Livro. E nesta terça, pós feriadão, não foi diferente.

 

A primeira convidada do dia foi a jovem escritora Luiza Trigo. Formada em cinema e apaixonada por literatura, Luly, como é carinhosamente chamada por seus leitores, começou a escrever aos 19 anos, dois anos antes de lançar seu primeiro livro Carnaval. A saga do bruxo Harry Potter foi responsável por atrair Luly para a literatura. Desde que leu o primeiro livro da série, a autora passou a se dedicar à escrita e, hoje, aos 26 anos já tem três livros físicos lançados - o mais recente, Na porta ao lado - e dois contos digitais. Luiza nos contou que teve uma adolescência difícil e muito isolada então tenta reviver este período de modo mais festivo através de suas histórias. "A literatura salva e me salvou", brincou. Para conhecer melhor o trabalho dela, acesse seu site luly.com, que aliás é uma graaaaça!

 

Em seguida, bati um papo afetivo e muito emocionante com o aposentado Carlos Alvim e seu cão guia, a Brida. Cego desde os trinta e poucos anos em função de uma doença degenerativa nas córneas, Carlos foi uma espécie de consultor do livro Amor de Guia, da jornalista Natalia Alcantara. A jovem transformou seu trabalho de conclusão de curso da faculdade num livro através da Bookstart, plataforma de financiamento coletivo literário. Além de uma pesquisa detalhada, Natalia também contou com dicas preciosas de Carlos transformando o livro numa joia sobre o tema. Através dele, o leitor pode entender melhor as dificuldades do dia a dia de um cego e também os inúmeros benefícios que um cão guia promove na vida de um deficiente visual.

 

Nesta quarta, vou conversar com Rafael Moreira, conhecido através da fanpage Me Apaixonei e, agora, do recém lançado livro Diário de um Adolescente Apaixonado. Na sequência, bato um papo com o editor da Bookstart, Bruno Vieira e pra finalizar as entrevistas do dia no estande mais charmoso da Bienal, converso com a super cantora e escritora Letícia Novaes e com Alice Galeffi, da editora Guarda-Chuva.

 

Se você ainda não nos visitou, não perca mais tempo. O estande do Submarino está promovendo milhares de títulos e durante os bate-papos que rolam diariamente (veja a programação completa aqui), os livros dos entrevistados ganham descontos imperdíveis.

Tudo a ver com

Bienal no Submarino