A vida louca da MPB
por Fabiane Pereira

21.06.2016

A vida louca da MPB

Tenho muito receio em propagar histórias sobre escândalos e loucuras (!!) de grandes nomes da música popular brasileira mesmo que a maioria já não esteja entre nós. A ciência já provou que a loucura e a genialidade andam juntas, por isso, qualquer pessoa mais sensível entende e, até, apoia a vida desregrada e intensa de artistas que foram - e serão sempre - referências.

 

Mas, como já disse aqui, me interesso muito pela diversificada constelação da MPB e o livro de Ismael Caneppele traz boas histórias - principalmente praqueles que não são leitores assíduos de biografias de músicos porque se este for o seu caso, o livro não vai apresentar a você muitas curiosidades novas.

 

O livro

 

 

Como muito bem observou o jornalista Antônio Carlos Miguel no texto de apresentação do livro, "podem mudar as estações, as modas e as tecnologias, mas a essência complexa do ser humano continua a mesma". Sabemos que álcool, drogas e genialidade andaram (e continuam andando) próximos a muitos artistas - sejam cantores, escritores, cineastas ou atores, mas o autor fez um recorte interessante. Juntou 17 nomes da nossa música com dois pontos em comum: todos estão mortos e todos tinham um apreço voraz pelo álcool.

 

Noel Rosa

 

 

Nomes como Nelson Cavaquinho, Raul Seixas, Orlando Silva, Dalva de Oliveira, Cazuza, Tim Maia, Maysa, entre outros, são perfilados pelo autor sob a ótica dos escândalos etílicos. Há vários trechos dentro da minibiografia de cada artista que merecem uma leitura atenta porque vai além do personagem, descrevendo uma época e uma conjuntura econômica-social. O ótimo perfil de Noel Rosa merece atenção especial. Destaco também os textos sobre Vinícius de Moraes e Cássia Eller, ambos ícones de uma geração mais próxima da contemporânea.

 

Cazuza e Cassia Eller

 

 

Pra quem gosta de música brasileira, o livro vale também como uma espécie de "consulta rápida" sobre os anos de lançamento de algumas canções, discos e correlações entre a carreira de um artista e o momento político que ele vivia na época.

Tudo a ver com

A vida louca da MPB no Submarino